Perguntas Frequentes

 

  • Quando beijamos na boca, o nosso coração dispara, salta de 70 para 150 batimentos por minuto, aumenta também nossa pressão arterial, por esses motivos, sentimos palpitações, aumento de suor e até uma sensação de desmaio. Portanto, um simples beijo na boca pode alterar todo nosso sistema cardiovascular.

 

 

  • Quando beijamos na boca nosso corpo se aquece e por isso as reações químicas ocorrem de maneira acelerada. O calor do nosso corpo é produzido através da queima de carboidratos, gorduras e proteínas, sendo assim, quando beijamos aumentamos a queima dessas substâncias e consequentemente perdemos de 12 a 15 calorias em um único beijo. Portanto, beijar emagrece!

 

 

  • Um simples beijo na boca movimenta 29 músculos da face incluindo o músculo zigomático (também chamado de músculo do sorriso), que por sua vez estimula o timo a fabricar uma substância chamada timosina que aumenta o nosso sistema imunoló Dai vem a origem da Terapia do Riso que tem feito tanto sucesso atualmente.Beijar e sorrir diminuem a incidência de doenças orgânicas, pois aumenta a imunidade do nosso corpo. Você já sorriu hoje?

 

 

  • O beijo na boca aumenta a produção da serotonina (substância mágica, que dá a sensação de euforia e relaxamento), portanto beijar na boca acalma, alivia o estresse, diminui muitas vezes a insônia, a depressão, as dores de cabeça, aumenta a libido e desperta o corpo. Drogas como o ecstasy se utilizam da serotonina para dar efeitos prazerosos semelhantes ao do beijo na boca. Podemos sentir os mesmos efeitos dizendo não as drogas!

 

 

  • Depois de sabermos que beijar na boca pode gerar muitos benefícios em nosso corpo necessitamos também de saber que: uma simples gota de saliva pode conter até 3.000 bactérias, sendo assim, aqueles que curtem fazer apostas para ver quem beija mais durante uma balada ou o carnaval fica um alerta: num simples beijo na boca podemos adquirir inúmeras doenças como cáries, gengivite, mononucleose, hepatite, vírus que causam hipertrofia do baço, herpes etc. O risco de contagio é altíssimo!

 

 

  • Como sabemos que toda boca é extremamente contaminada e é praticamente impossível escolher durante o carnaval aquela que vamos beijar, devemos manter a nossa cavidade oral muito bem limpa para que as bactérias não encontrem ambientes propícios para se multiplicar e com isso, reduzimos o nosso risco de adquiri doenças. Portanto, não durma nunca sem usar o fio dental, escovar os dentes e limpar a língua, pois nossa língua é onde mais se acumulam bactérias.

 

 

  • Aqueles que têm o hábito de ingerir bebidas alcoólicas devem ter maior cuidado com sua higiene oral, pois o álcool resseca a boca causando descamação e como consequência acumula mais quantidade de saburra lingual isto é, bactérias. Sabemos que 70% de todas as doenças, os vírus e as bactérias se originam na boca, sendo assim quando estiverem ingerindo bebidas alcoólicas devem procurar alternar com água, lembrando que além de não dirigir, é necessário ser feito uma boa higiene oral antes de dormir.

 

 

8 – Você deve escolher uma escova de dente macia ou extra macia, para     que limpe seus dentes sem agredir sua gengiva. Escovas com cerdas médias e duras só devem ser usadas na limpeza de próteses removíveis (aquelas que saem da boca) como é o caso das dentaduras.

 

 

  • – As escovas devem ser lavadas com água e sabão antes de usar e trocadas sempre que as cerdas começarem a se abrir ou quando o usuário tiver uma doença contagiosa como, por exemplo, uma gripe, para que ele não seja recontaminado através da própria escova.

 

 

  • – Pesquisas revelam que pessoa que tem o hábito de usar regularmente o fio dental pode acrescentar seis anos á sua vida porque removem bactérias que atacam não só os dentes, mas também todo o organismo.

 

 

  • – Hoje sabemos que 70% de todas as doenças orgânicas, vírus e bactérias se originam na boca onde se proliferam e chegam a corrente sanguínea através da gengiva e quando ingeridas através das paredes do intestino. Sabemos também que o maior foco de bactérias da boca é a língua, portanto, não adianta escovar os dentes e usar o fio dental se não limpar corretamente a língua, assim use diariamente o Limpador de Língua Kolbe ® desenvolvido por Ana Kolbe – Especialista em Halitose (popular mau hálito).

 

 

 

  • – Pesquisas também mostram que o maior nicho de bactérias da boca é a língua, portanto devemos ter o habito de usar regularmente o Limpador de Língua Kolbe ® para melhorarmos nossa saúde geral e consequentemente a qualidade e nosso tempo de vida. Escovar os dentes e não limpar a língua é como tomar banho e vestir a mesma roupa.

 

  • – Quando o limpador de língua deve ser trocado? O Limpador de Língua Kolbe ® deve ser trocado a cada 6 meses, pois sua ponta ativa embora seja cega para raspar sem cortar a língua, sua lâmina raspa na medida certa e por ser muito delicada ocorre desgaste e sua eficiência diminui.

 

  • – Quantas vezes por dia devemos usar o Limpador de Língua Kolbe ® ? A Saburra lingual, diferentemente da placa bacteriana, é visual e, portanto devemos fazer um autoexame e verificar sua existência e a necessidade de removê-la. Existem pessoas que fabricam saburra em pequena quantidade, outras em muito maior volume, sendo assim alguns precisam usar maior número de vezes que outros.

 

15O que é Halitose? É o nome cientifico dado para o popular mau hálito, não é uma doença e sim um sintoma, ou seja, um sinal de que alguma coisa está errada no seu organismo, pode ser sintoma de várias doenças, portanto halitose assim como a febre é um alerta.

 

 

  • Por que o portador de halitose não sente seu próprio mau hálito?Porque temos um órgão chamado Bulbo Olfatório que fica localizado no Sistema Nervoso Central, é ele quem recebe as informações do olfato e quando os odores são constantes ocorre a fadiga do Bulbo e por isso deixamos de senti-los. Por exemplo: quando usamos o mesmo perfume, não sentimos mais e exageramos na dose, entramos no elevador e as pessoas ficam incomodadas com o exagero, porém nós não estamos mais sentindo, isto é fadiga olfatória e é por esse mesmo motivo que o portador de halitose não sente seu próprio hálito.

 

 

  • – Como fazer para informar a alguém que ele tem mau hálito sem causar constrangimentos?Hoje já contamos com um serviço gratuito que avisa ao portador que ele tem mau hálito mantendo a pessoa que solicita o serviço em sigilo absoluto, é o Click Mau Hálito,  que pode ser solicitado através do site:  halitose.com.br ou por carta através do endereço: KOLBE PESQUISA E TRATAMENTO DO HÁLITO, Rua Barão de Loreto 654, SL 605 – CEP: 40150-270 – Graça –Salvador – BA. Sendo assim, você não precisa ficar constrangido para informar a alguém que ele tem mau hálito, nós fazemos isso por você.

 

  • – Já que o portador não sente seu próprio hálito, como posso saber se estou com Halitose? A maneira mais adequada e segura é solicitar que um familiar lhe monitore por pelo menos 7 dias consecutivos em diversos horários, de preferência aqueles em que você acha que está. Porém, como a maioria dos adultos ficam constrangidos de dizer espontaneamente a um portador que ele tem halitose, sugerimos perguntar a uma criança, pois são mais autenticas. Outra sugestão é você fazer um autoexame em sua língua e verificar se há formação de saburra lingual. Não adianta você lamber o pulso e esperar secar, esse teste que é sugerido por alguns, dará positivo para qualquer pessoa que o faça. A halitosegeralmente oscila e você pode não estar hoje e estar amanhã, sendo assim ninguém pode afirmar que você não tem em apenas uma avaliação única.

 

  • – Quais as origens do mau hálito? Halitose pode ter mais de 60 origens, porém as mais comunssão: saburra lingual, xerostomia, estresse, ingestão insuficiente de água, hipoglicemia e problemas respiratórios. O segredo da cura esta em se fechar um correto diagnóstico e prescrever um tratamento adequado para aquele paciente, pois cada caso é um caso. Vale à pena salientar que mau hálito tem cura!

 

 

20 – Você sabe o que é Saburra Lingual?  Saburra lingual é uma secreção esbranquiçada ou amarelada que se adere ao dorso da língua e é composta de: resto de alimentos, células descamadas da boca e bactérias anaeróbicas proteolíticas. Essas bactérias se alimentam de matéria orgânica (as células descamadas e os restos de alimentos) provocando uma fermentação e liberando o enxofre que contém cheiro muito ruim, em mais de 95% dos casos do mau hálito uma das origens é a saburra lingual.

 

21 – Saiba que produzir saliva é importante para sua saúde. A saliva além de promover a limpeza, lubrifica os dentes e a mucosa evitando a ação das bactérias e a descamação, auxilia na formação do bolo alimentar, na mastigação, na deglutição, inicia a digestão, pois os amidos só são digeridos em contato com enzimas da nossa saliva, entre outros benefícios. Portanto é fundamental que fabriquemos saliva de maneira adequada.

 

 

22 – A falta de produção de saliva adequada pode causar: Secura de Boca, rachaduras nos lábios, ardência da boca e língua, interrupção do sono, sede, dificuldade de engolir, dificuldade de falar, dificuldade de segurar as próteses, aumento de saburra, perda ou alteração do paladar, aumento de cáries, aumento da sensibilidade dos dentes a frio, calor e doce, mau hálito e xerostomia. Portanto devemos beber no mínimo 2 litros de água por dia, de maneira fracionada, pois a água é a matéria prima para fabricar saliva.

 

 

  • – A Xerostomia, também chamada de hipossalivação, é uma doença que se instala nas glândulas salivares alterando o seu funcionamento. Todo tipo de alteração do nosso fluxo salivar pode gerar halitose. Xerostomia causa sintomas do tipo: sensação de boca seca, ardência, gosto amargo e uma espécie de bolo na garganta que nem sobe nem desce.

 

  • Posso ter Xerostomia ou Hipossalivação e não ter halitose?Sim pode, e isso não é raro ao contrário, é muito comum. Como halitose é um problema que o portador não sente, também não vê o hálito e nem pega nele (portanto não sabe ao certo se tem nem quando está pior) ele pode ser tratado de halitose sem ter, apenas por estar sentindo sintomas de Xerostomia ou Hipossalivação. É muito comum pacientes idosos que utilizam próteses se queixarem de ardência sob a prótese, desconforto causado por falta de produção de saliva.

 

25 – É verdade que o estresse causa mau hálito? Sim, quando estamos submetidos ao estresse, as glândulas supra-renais liberam na corrente sanguínea um hormônio chamado adrenalina e cortisol que são inibidores das glândulas salivares, isso faz com que diminua o volume de saliva produzido, ou sua qualidade, causando xerostomia (deficiência de produção de saliva) , quando isso ocorre , facilitamos o acúmulo da saburra na língua que fermenta e libera um gás a base de enxofre responsável pelo mau hálito. Portanto estresse pode ser uma das causas mais frequentes da halitose atualmente.

 

 

26 – Ingestão inadequada ou insuficiente de água também pode ser uma das causa de halitose? A água é a matéria prima para produzir saliva, caso não tenhamos água em quantidade adequada no organismo priorizamos a produção de outras secreções mais vitais, como é o caso da urina, sendo assim, a ingestão inadequada da água irá causar alterações do funcionamento das nossas glândulas salivares e como consequência, xerostomia e halitose.

 

 

27 – O que é hipoglicemia  e porque é uma das causas mais frequentes do mau hálito? A falta da glicose que é queimada para gerar energia no nosso corpo é chamada de hipoglicemia. Quando ficamos muitas horas sem nos alimentar, entramos em hipoglicemia e para compensar queimamos gordura que também gera energia. Na queima da gordura, liberamos uma substância volátil e com cheiro fétido no sangue, essa substância por ser volátil é eliminada através do pulmão em nossa expiração, por isso a hipoglicemia gera o que chamamos de hálito cetônico quem tem cheiro bastante fétido.

 

 

28 – Dietas desbalanceadas podem causar mau hálito! Nosso organismo precisa de glicose, e dietas não equilibradas pode causar hipoglicemia (falta de glicose) assim como jejum prolongado também causa hipoglicemia. Quando isso ocorre queimamos gordura (essa é a filosofia da dieta) não disponibilizamos glicose para obrigar a queima de gorduras, porém quando queimamos gordura teremos hálito cetônico. Dieta equilibrada irá fazer com que você perca peso sem ter halitose, consulte seu nutricionista.

 

 

29 – O uso de inibidores de apetite, diuréticos, drogas utilizadas para auxiliar a perder peso podem causar como efeito colateral a halitose, pois a grande maioria das drogas são  xerostômicas, isto é, causam redução do fluxo salivar e, tudo que alterar a nossa saliva pode causar mau hálito.

 

 

30 – Fomos feitos para respirar pelo nariz e não pela boca! Nosso nariz tem uma camada de pelos para que possamos filtrar o ar que inspiramos e abaixo dela temos uma camada de gordura para aquecer este ar, assim, levamos um ar mais puro e aquecido aos pulmões. Somente abaixo e protegida por essas duas camadas encontra-se a mucosa nasal e, portanto o ar circula pelo nosso nariz sem causar agressão e ressecamento a esta mucosa nasal. Se nos tornamos respiradores bucais teremos consequências como veremos a seguir.

 

 

 

31 – Todo tipo de problemas respiratórios de vias aéreas superiores comprometem a nossa capacidade de passagem de ar pelo nariz fazendo com que necessitemos de compensar pela boca, assim nos tornamos respiradores bucais e com isso causamos ressecamento da mucosa da boca que foi feita para estar hidratada e lubrificada, esse ressecamento causará uma descamação fornecendo matéria prima para a formação da Saburra lingual e consequentemente maior índice de cáries, doenças periodontais, tártaros, infecções de gengiva, garganta, e mau hálito.

 

 

32 – Pesquisas realizadas em universidades comparando a remoção da saburra lingual com a escova de dentes e o Limpador de Língua Kolbe ® mostraram que  o Kolbe ®  remove  3 (três) vezes mais saburra e em menos tempo que a escova. Como se isso não bastasse, constatou também que o Limpador de Língua Kolbe ® não causa ânsia de vômito, isto é, ele é confortável de ser usado, o que não ocorre com a escova de dente. Além disso, ele recolhe a saburra lingual removida para que seu usuário não engula esse material, pois ele é composto em grande quantidade por bactérias, portanto as pesquisas concluíram que o instrumento adequado para a limpeza da língua é o Limpador de Língua Kolbe ®.

 

 

33 – O Limpador de Língua Kolbe ® não é para ser usado apenas por quem é portador de mau hálito, ele é um excelente complemento da higiene oral. Além de eliminar o mau hálito, seu uso reduz cáries, doenças periodontais, tártaros, infecções de gengiva e garganta.

 

 

34 – Como sabemos que a língua é o maior nicho de bactérias da boca, a higiene correta da língua não é mais uma questão de evitar o mau hálito, as cáries ou outros problemas bucais e sim de reduzir todo tipo de vírus e bactérias da nossa cavidade oral e consequentemente as doenças orgânicas, inclusive algumas que podem ser fatais como é o caso de AVCs, infartos, febre reumática, partos prematuros entre outras, pois está comprovado que as bactérias causadoras dessas doenças podem se originar na boca e chegar a qualquer órgão do nosso corpo.

 

 

35 – O Brasil é um dos poucos países do mundo onde ainda se fala em mau hálito proveniente do estômago. É raríssimo mau hálito com origem estomacal! Temos pelo menos 3 sistemas de segurança para que os gases fabricados no estômago, não retornem para a boca. O movimento peristáltico, as válvulas na região do esfíncter gástrico, e a pressão osmótica.

 

 

36- Como funciona nosso sistema de segurança digestivo? Temos três válvulas na região do esfíncter gástrico que impedem o retorno dos alimentos e dos gases do estomago de subirem para a boca, além disso, temos os movimentos peristálticos que são como ondas que vão sempre ao sentido boca/intestino reto, e que também impedem o retorno, temos ainda uma  diferença de pressão entre o tórax e o abdômen , que são separados pelo  músculo diafragma ,   onde a pressão existente no tórax é  sempre maior que  a do abdômen , essa diferença de pressão também impede o  retorno de  qualquer coisa do abdômen para o tórax

 

37 – Porque as pessoas associaram durante tanto tempo o mau hálito ao estômago? Porque elas melhoravam do mau hálito logo após se alimentarem. Em função disso se pensava: comi melhorei   do mau hálito, então meu problema vem do estomago. Na verdade isso ocorre por dois motivos:

1-Ingerindo alimentos periodicamente , equilibramos a glicemia, deixamos de queimar acido graxo  e expelir odor pelo pulmão o que causa um odor desagradável chamado de  hálito cetônico;

 

2-Quando colocamos alimento na boca o Sistema Nervoso Central envia uma mensagem para que as glândulas salivares aumentem a produção de saliva, isso faz com que a saburra já existente e que está eliminando o enxofre seja fluidificada, durante a mastigação o atrito do bolo alimentar sobre a língua promove uma troca da saburra já existente, fermentada e eliminando enxofre por saburra nova que leva aproximadamente 1 hora para fermentar e iniciar a liberação de enxofre, por esses 2 motivos  as pessoas  melhoram logo após a ingestão de alimentos e associam o mau hálito ao estomago.

   

3-Uma experiência realizada a mais de 25 anos foi a primeira a demonstrar que o estômago não era responsável pelo odor emanado através da boca e do nariz,e que ele vinha através do pulmão ,desmistificando assim que o mau hálito é proveniente do estomago. O Dr Tonzetich, pesquisador Canadense, fez uma pasta de alho e colocou no pé do paciente, enfaixou e, após 30 minutos ele exalava cheiro de alho pela boca provando que o odor vinha via pulmão e não estômago. 

 

 

38 – Se o mau hálito tivesse origem no estômago, quando bebêssemos leite teríamos o cheiro no hálito de leite azedo, se comêssemos peixe, teríamos hálito de peixe podre e assim sucessivamente. No entanto o que se constata é que existem 5 odores para a halitose. Observe as pessoas que você conhece que tem mau hálito e constate que o odor é sempre o mesmo, independente do que comem o que pode variar é sua intensidade.

 

39 – Os 5 odores mais frequentes encontrados no hálito são: Enxofre (cheiro de ovo podre), Cetônico (cheiro de fruta estragada misturada com acetona), Urina, Fezes e um cheiro chamado Cheiro de Rato que é bem característico, geralmente proveniente de problemas hepáticos.

 

40 – As pesquisas realizadas em 1998 no Brasil pela Dra Ana Kolbe, e validadas até hoje, comprovaram que: 40% da população Brasileira é portadora de Halitose crônica e 100% de Halitose esporádica. Nessa mesma pesquisa, quando verificamos por faixa etária temos: de 0 a 12 anos 14% com halitose, de 12 a 65 anos 41% e acima de 65 anos 67% são portadores de mau hálito.

 

41 – A incidência de mau hálito é muito menor em crianças e aumenta muito nos idosos por vários motivos, em especial: Porque as crianças são menos afetadas pelo estresse e recebem menor descarga de adrenalina, por isso produzem mais saliva que é o “detergente” da boca, não permitindo o acumulo da saburra; Elas utilizam menos medicações e a grande maioria das drogas são xerostômicas acumulando mais saburra e consequentemente, mau hálito; Nos idosos ocorre a senilidade de glândulas salivares, o que faz com que as incidências aumentem.

 

42 – As percentagens de portadores de halitose não são diferentes com relação a sexo ou raça. Não se tem nenhum dado provando que raças diferentes tenham mais ou menos halitose, e quanto ao sexo, desde que a mulher ingressou na vida competitiva e passou a conviver com o mesmo estresse que os homens não existem mais diferenças significativas.

 

 

43 – As pesquisas sinalizam ainda que 100% da população tem halitose esporádica, isto é, em algum momento do dia e o mais comum é ao acordar, pois passamos várias horas sem nos alimentar e portanto acordamos com hipoglicemia que causa halitose da manhã, além disso ao longo da noite a ausência de fabricação de saliva permite maior ação das bactérias eliminando maior odor , tudo isso pode ser agravado de maneira significativa se respiramos pela boca a noite ou temos apneia do sono .

 

 

 

44 – Escove os dentes sempre após as refeições. Passe o fio dental, e dedique uma maior atenção ao horário de maior importância que é antes de dormir. Não esqueça que o maior nicho de bactérias da boca é a língua e que devemos limpá-la corretamente com o Limpador de Língua Kolbe ® pois, a saburra que adere ao dorso da língua, se não for removida volta a sujar os dentes.

 

 

45 – O horário mais importante de uma higiene oral é antes de dormir porque durante o sono não fabricamos saliva que tem inúmeras funções e uma delas é servir como “detergente” da boca, assim, a falta de fabricação da saliva permite ressecamento, descamação da mucosa da boca e maior ação das bactérias que são responsáveis pelas cáries e pela produção de odor desagradável. Sendo assim, se tivermos uma excelente higiene oral antes de dormir teremos menor incidência de cáries, doenças periodontais e mau hálito.

 

46 – Se não puder escovar após uma refeição, coma um alimento adstringente, como por exemplo, a maçã, faça um bochecho com água, e se possível use o fio dental e assim que possível faça uma higiene completa e caprichada . Lembrando que toda placa bacteriana que ficou nos dentes por mais de 24 horas não será mais removida com uma simples escovação, sendo assim, não passe mais de 24 horas sem fazer uma completa higiene oral.

 

 

47 – As crianças, geralmente, só apresentam coordenação motora suficiente para escovar seus dentes sozinhos e de maneira adequada por volta dos 6 a 7 anos de idade até lá deverá sofrer supervisão dos pais em especial antes de dormir.

 

 

48 – Existem países em que a cárie já é histórica, “no tempo da cárie”…

O segredo disso esta na prevenção. Hoje além da aplicação do flúor, dispomos de produtos que são aderidos aos dentes, chamados de ionômeros, e que não permitem a ação das bactérias e, portanto, garantem zero de cáries, por isso é de extrema importância o acompanhamento com um profissional assim que os dentes começam a erupcionar.

 

 

49 – Dente de leite dói tanto quanto os dentes permanentes! Muitos pensam que por se tratar de dentes que serão substituídos por outros no futuro não precisam de cuidados. Além de causar muita dor um dente de leite com problema pode causar danos no germem do dente permanente que esta logo abaixo se formando. Não deixe seus filhos sem revisões periódicas no dentista para que possam ter dentes sempre saudáveis, a saúde começa pela boca!

 

50 – Amamentem seus filhos na posição correta isto é, a mãe sentada coloca o filho em posição vertical para que o movimento de sucção seja associado à força da gravidade e com isso provoque um estimulo no crescimento correto da mandíbula, essa posição também evita que o leite escorra para o ouvido causando otite (dor de ouvido). Por isso os índios só amamentam os filhos com esses em pé.

 

 

51 – Nunca coloque açúcar no mingau do seu filho, principalmente se ele já tem dentes, pois isso pode causar as chamadas cáries da mamadeira, não  alimente o bebê enquanto está dormindo, além de correr o risco dele se engasgar, corre também o risco de causar otite , isso é conforto para as mães, mas um risco para a criança.

 

 

52 – Muitas doenças são adquiridas pela saliva, inclusive a bactéria causadora das cáries, e basta que falemos perto de alguém para

transmitir ou adquirir várias doenças. Uma gota de saliva contem mais de 3 mil bactérias. As crianças quando nascem têm poucos anticorpos e por isso muitas doenças são adquiridas com mais facilidade no primeiro ano de vida, embora algumas delas  apenas se manifestem na fase adulta como é o caso do  Herpes, que não tem cura.

 

 

53 – Não beije seu bebê na boca, não sopre o alimento para esfriar, nem coma no mesmo talher ou divida alimentos, principalmente no primeiro ano de vida, pois poderá estar transmitindo doenças que ele não esta preparado para combater. Tenha também muito cuidado com a saúde das babás em especial a saúde oral, pois estará evitando doenças para seus filhos.

 

 

54 – Os bebês também necessitam de uma higiene oral mesmo antes de nascerem os dentes, principalmente após a ingestão de leite, pois o resíduo que fica na boca pode escorrer e ir parar no ouvido causando otite (infecção de ouvido). Após a amamentação, enrole o dedo numa fralda umedecida em água filtrada ou soro fisiológico e limpe o resto de leite que ficou na boca para evitar que ao deitar o bebê este leite chegue ao ouvido.

 

 

 

55 – As crianças também devem fazer a higiene correta da língua no mesmo momento que iniciam o uso da escova de dente, a higiene da língua das crianças é feita com o Limpador de Língua Kolbe ® tamanho pediátrico e deve ser feita pelos pais.

 

 

56 – Mãe fique atenta! Não confunda o molar dos seis anos com um dente de leite. O primeiro dente permanente a nascer, é o primeiro molar, também chamado de molar dos seis anos, nasce atrás do último dente de leite e não necessita de nenhum dente cair para ele nascer, isso faz com que ele seja comumente confundido com um dente de leite. Este dente costuma cariar rapidamente, pois as crianças ainda não sabem escovar de maneira adequada. A partir dos cinco anos a criança deve receber atenção redobrada dos pais para sua higiene. Não é raro esse dente cariar e não ser dado à devida importância, pois os pais acham que esse dente ainda será trocado e muitas vezes vemos esse dente ser perdido de maneira precoce.

 

 

57 – As bactérias da boca são removidas mecanicamente.  O sentido que devemos utilizar a escova deve ser sempre gengiva/dente , portanto na arcada superior deve ser de cima para baixo enquanto que na inferior de baixo para cima. A gengiva e o dente não estão colados entre eles, existe um sulco gengival onde as bactérias se acumulam e, portanto, com esse sentido a escova ira ajudar a expulsar as bactérias do sulco gengival. O movimento que normalmente as pessoas fazem, ou seja: o movimento de vai e vem, está incorreto, porque não consegue remover as bactérias do sulco gengival, limpando apenas a face do dente.

 

 

58 – Limpe sua escova de dente regularmente, as escovas podem
espalhar gripes, resfriados e outras doenças. Assim, recomendamos lavá-las com água quente pelo menos uma veze por semana. Troque sua escova sempre que as cerdas começarem a abrir e, após doenças contagiosas como, por exemplo, a gripe, pois você pode ser recontaminado através ela. As escovas devem ser mantidas separadas umas das outras, em local arejado e nunca em caixas fechadas.

 

59 – Pesquisas recentes mostram que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois, tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração. O hábito de mascar frequentemente chicletes também pode causar trauma na Articulação Temporo Mandibular ( a articulação próxima ao ouvido) , basta que você faça uma comparação óbvia e fique por horas fazendo um movimento continuo de abrir e fechar o braço por alguns dias consecutivos e observe o trauma que causa em seu cotovelo. O mesmo ocorre com sua articulação da mandíbula.

Anúncios